Sob o tema “Educação, Democracia e Direitos”, o 10º Congresso de Trabalhadores na Educação Paulo Freire (CTE) reuniu cerca de 700 delegados(as) para analisar a conjuntura em diversos níveis, discutir possibilidades e apontar caminhos para continuar a luta, fazendo história.

A atividade ocorreu na sede da Confederação dos Trabalhadores no Comércio – CNTC, de 27 a 30 de agosto, com uma vasta pauta.

Durante a abertura do evento, a diretora Rosilene Corrêa registrou que o Congresso aconteceu em um momento crítico da história do país e do Distrito Federal e, por isso mesmo, o CTE foi pensado de forma a “renovar e encorajar” a categoria para os desafios que já estão postos. “O momento é de unidade da categoria, de construção. Que o Congresso sirva para nos fortalecer. Nós precisamos estar organizados para enfrentar a batalha com o atual governo, que veio para retirar direitos. Vamos continuar caminhando e provocando mudanças”, frisou a dirigente.

O sucesso do Congresso ficou evidente pelo alto grau de satisfação e interação entre os participantes com o temário da atividade, com a organização e com os palestrantes.

No último dia dos trabalhos, os(as) delegados(as) aprovaram emendas e resoluções, além de promoverem o lançamento do Observatório PDE – uma ferramenta de controle social pela qual o Sinpro, professores(as), orientadores(as) e os cidadãos poderão acompanhar a implementação das 21 metas do Plano Distrital de Educação (PDE) e todas as suas estratégias.

Nos próximos dias o Sinpro concluirá a sistematização dos documentos da plenária final e posteriormente disponibilizará o documento para todos(as) na página do Sindicato.

É importante ressaltar que todo o material referente ao 10º CTE continuará disponível para consulta. As gravações das mesas de debate serão disponibilizadas a partir da próxima semana.

Informações http://www.sinpro/df.org.br

Anúncios