calendario de mobilizações

Por SINPRO-DF

Cerca de 70 professores(as) e diretores do Sinpro ocuparam a presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal durante a manhã desta terça-feira (20). Pouco mais cedo a categoria se reuniu na Praça do Buriti, em assembleia geral, e aprovou a continuidade da greve, que teve início no dia 15 de outubro, Dia do Professor. Após a deliberação pela manutenção do movimento grevista todos os professores e professoras se dirigiram para a CLDF, onde permanecem acampados até o momento. Servidores da saúde também ocuparam o saguão que antecede o plenário da Câmara, onde realizaram a assembleia dos servidores da saúde e também permanecem no local.

Durante a ocupação alguns deputados se dirigiram à presidência da Casa e reforçaram o apoio à luta dos professores. “Conversei com o governador Rollemberg nesta manhã e falei que não adianta judicializar o movimento grevista, porque a greve vai continuar. Afirmei que ele precisa é assumir um compromisso com os servidores públicos e pagar os direitos deles. Vamos cobrar um calendário com o pagamento dos servidores”, afirmou o deputado Chico Vigilante.

Já Washington Dourado, diretor do Sinpro, disse que o Sindicato insistiu muito no processo de negociação e que a greve foi deflagrada pela categoria como uma forma de reforçar a luta pelos direitos da categoria. “Estamos aqui dando sequência aos 52 dias de greve (governo Agnelo) e a decisão, hoje, é permanecermos aqui até que tenhamos uma proposta concreta do governo”, ressalta Washington. “Estamos mobilizando os professores que ainda não aderiram à greve. O governo quer nos amedrontar, mas não vamos ceder. Estamos juntos com várias categorias que fortalecem o movimento”, garante Rosilene Correa.

A presidente da Câmara Legislativa, Celina Leão, afirmou que durante a tarde desta terça-feira (20) um grupo de professores e servidores da saúde participarão de uma reunião no Colégio de Líderes, onde serão discutidas algumas formas de cobrar soluções do Executivo local.

Anúncios