10984995_427618384108189_4460317703725340753_n

Ao mesmo tempo em que comemoramos o tema da redação do Enem, que obriga aproximadamente 7 milhões de jovens a examinar de forma reflexiva a realidade de sujeição das mulheres em nossa sociedade, testemunhamos a força da construção social que se faz em torno da dimensão biológica e fisiológica (sexo), que define o ser homem e ser mulher. Nesse sentido, urge que educadores/as reflitam sobre a forma como essas questões são trabalhadas na escola e construam com a juventude e a sociedade, de modo geral, uma compreensão de respeito e valorização das diferenças. É por meio da educação que mudaremos este paradigma.

Postagem de Olgamir Amâncio – https://www.facebook.com/olgamiramancia.ferreira

Olgamir Amância é professora, membro do Comitê Regional do PCdoB/DF e do Comitê Central

Anúncios