Em uma reunião que contou com a participação dos representantes dos principais movimentos sociais do DF, a Frente Brasil Popular/DF definiu a agenda de atividades do ato do dia 16.

Presente no encontro, o presidente do PCdoB/DF Augusto Madeira denunciou “a natureza anti-nacional, anti-democrático e anti-popular do golpe do impeachment” e chamou todas entidades e organizações a unidade a luta contra o Golpe.

image

Também participaram dos debates:  Zeze, tesoureira da CTB/DF, André João, diretor da UNE, Tiago Dias, secretário de movimentos sociais do PCdoB, Silvania, presidente do PCdoB Paranoá, Rita Poli, presidente da UBM/DF, Bia Gregory, do PCdoB/DF, Chico do Gama, presidente do PCdoB/Gama, Professor Manoel, presidente do PCdoB/Taguatinga, Paulo Vinícius da CTB/DF, Iago, diretor da UNE de Goiás, representantes da CUT (Ismael), CMP (Afonso), Igor (MST) e Wilma (Marcha Mundial das Mulheres).

image

image

Os partidos presentes foram PCdoB e PT.

image

Após os debates ficou acertado que no dia 16 haverá concentração à partir das 16h no Mané Garrincha, com pronunciamentos das entidades e a às 19h saída em marcha para o Congresso e STF.

Anúncios