O ano de 2015 foi marcado por intensas disputas que tomaram conta do cenário político nacional e local. Testemunhamos, ao longo de todo o ano, debates, manifestações, ruas ocupadas com fortes oscilações políticas.

Por Jean Carmo

Também, este ano, presenciamos o avanço das forças conservadoras, que operam de forma golpista para destituir o governo legítimo da presidenta Dilma Rousseff, criando um clima de ameaça à democracia e aos avanços conquistados no último período.

Sabemos que, na trajetória da República, os golpes da direita foram sempre contra o Brasil, o povo e a democracia. Agora não é diferente. No entanto quando a democracia está e jogo o PCdoB sempre jogou papel destacado na história, sobretudo nos momentos de grandes decisões.

O Governo Dilma já comprovou seu compromisso em criar as condições para superar a crise econômica, retomar o crescimento e o desenvolvimento, com valorização do trabalho e redução das desigualdades sociais.

Nossas ruas foram tomadas por milhares de brasileiros e brasileiras que querem um Brasil forte, desenvolvido, soberano e transparente. A vigorosa mobilização do povo, filha de lutas históricas, é a inspiração que move o país e é ela, neste momento, que enfrenta as forças conservadoras que não aceitam esse novo Brasil.

No Distrito federal, essas forças que atrasam o país, estão nitidamente marcadas na gestão do Governador Rodrigo Rollemberg. Vivemos um retrocesso e uma paralisia nas políticas públicas de geração de renda e emprego em nossa capital, o governo foi marcado por tentar diminuir direitos já conquistados pelos servidores públicos da Distrito federal, por uma política de aumento de tributos que afeta diretamente o trabalhador e o mais pobres, uma paralisia nas obras bem como um descompromisso com a cultura, o esporte, o lazer e a juventude.

O momento agora é de construir caminhos para que o país recupere a estabilidade institucional, condição indispensável à retomada do crescimento econômico. O que está em jogo são as conquistas de um ciclo político que colocou o Brasil nos trilhos do desenvolvimento, fortaleceu nossa soberania, ampliou a democracia, retirou 40 milhões de brasileiros da pobreza extrema, reduziu as desigualdades sociais e regionais e reposicionou o Brasil no cenário internacional.

No Distrito Federal precisamos retomar a rota do crescimento e do desenvolvimento, e isso somente será possível contribuindo com a defesa da democracia e do governo da presidenta Dilma Roussef, bem como apresentado um projeto ousado de desenvolvimento econômico e social para o Distrito Federal com unidade dos amplos setores da cidade, apoiada pelo povo, para superar a crise instalada na cidade.

A intensa polarização que divide o Brasil em dois, os que se posicionam por um país ainda mais soberano e forte e os que ainda legitimam modelos antigos e importados, nos alerta para a luta que seguirá.

Em 2016, nosso foco deverá ser na luta e mobilização dos amplos setores da nossa sociedade contra os retrocessos e em defesa do avanço das conquistas. É hora de travar a luta política de ideias, nas ruas e nas redes sociais, denunciar o golpe e fazer chegar ao povo a interpretação correta do que está em jogo. Nossa missão será, a cada dia, empenhar mais força e defender a construção de um Brasil cada vez mais independente, soberano e democrático.

Jean Carmo é presidente do PCdoB Brasília, membro da Comissão Política do PCdoB/DF e assessor de dep. Orlando Silva (PCdoB/SP)

Anúncios