Joaquim Dantas
Para o Blog do Arretadinho

Nem a chuva que caiu na tarde do último sábado (9) desanimou os participantes do primeiro ensaio do bloco carnavalesco Pimenta No Cunha dos Outros, idealizado pelo coordenadores do Centro de Estudos da Mídia Alternativa Barão de Itararé/DF. Este ensaio marcou também a primeira atividade na sede oficial do Barão/DF.

image

O grupo de percussão As Batuqueiras, que faz parte do Condomínio Invenção Brasileira, também fez o seu ensaio neste sábado. O grupo é formado por 10 mulheres que estudam os ritmos e os instrumentos musicais africanos, mesclando as diversas batidas afro com ritmos muito conhecidos pelos brasileiros, como o coco e o maracatu.

Segundo Nei Lopes, pesquisador de música popular, “a cultura brasileira e, logicamente, a rica música que se faz e consome no país estruturam-se a partir de duas básicas matrizes africanas, provenientes das civilizações conguesa e iorubana. A primeira sustenta a espinha dorsal dessa música, que tem no samba sua face mais exposta. A segunda molda, principalmente, a música religiosa afro-brasileira e os estilos dela decorrentes. Entretanto, embora de africanidade tão expressiva, a música popular brasileira, hoje, ao contrário da afro-cubana, por exemplo, distancia-se cada vez mais dessas matrizes. E caminha para uma globalização tristemente enfraquecedora”. 

image

Grupo As Batuqueiras
Foto Joaquim Dantas

Para o bem das nossas tradições musicais, As Batuqueiras estão nesse cenário como guardiãs, na preservação e divulgação das batidas dos nossos ritmos atuais e ancestrais. Participaram do ensaio Lirys Guimarães, Tay Menezes, Fernanda Rosa, Layza Cristiane e Erica Kroon.

O bloco carnavalesco Pimenta No Cunha dos Outros, fez o seu primeiro ensaio e a ala de compositores compôs quatro marchinhas para o carnaval deste ano . As marchinhas são Xinga o Cunha. Letra – Andocides, Fred, Ismael, Jairo e Gustavo. Música – Jairo Mendonça. Impitiman, meu Zovo. Letra – Chico do Gama e Gustavo Alves. Música – Chico do Gama  e Jairo Mendonça. Adeus Amélia. Letra – Cleudes Pessoa e Juliana Arraes. Música – Jairo Mendonça. Música Incidental – Bloco Adeus Amélia de Fortaleza. Ô Culpa o Cunha. Letra – Iberê Lopes, Fred Vasques e Jairo Mendonça. Música – Iberê Lopes e Jairo Mendonça.

O Bloco vai se apresentar no próximo domingo (17) no coreto da praça central do Paranoá, à partpr das 16h, para celebrar os 16 anos de história do grupo de maracatu Tamnoá, marcando a abertura do pré-Carnaval da cidade. 

A Sede do Barão/DF está localizada no Beco da Cultura no Mercado Sul em Taguatinga.

Anúncios