A Frente Parlamentar Mista em Defesa da Democracia programa Ato Contra a Censura do Parlamento para as 13h30 desta  quarta-feira (6) no Hall da Taquigrafia, Anexo II da Câmara dos Deputados.

O Congresso Nacional tem como dever ser um espaço plural e de respeito às mais amplas manifestações e opiniões. Entretanto, a presidência da Câmara quer calar a voz e as manifestações dos servidores e funcionários que acreditam na Democracia e vêm se mobilizando em sua defesa.

Ao final do Ato, parlamentares e assessores seguirão para a Leitura do Relatório do Impeachment na Comissão Especial.

Em resposta ao anúncio do Ato pela democracia, a presidência da Câmara  distribuiu nota, por meio da diretoria-geral, ameaçando os funcionários da Casa que participarem da manifestação.

“O Diretor-Geral, de ordem do Presidente da Câmara dos Deputados, com respaldo no art. 37, caput, da Constituição Federal, bem como no art. 16 do Regimento Interno da Câmara e no art. 117 da Lei 8.112/90, reitera a todos os servidores que são proibidas manifestações de apreço ou desapreço nas dependências da Casa. Ressalte-se, ainda, que as manifestações são livres para os mesmos servidores, enquanto cidadãos, desde que fora da Câmara e do expediente de trabalho.”

Fonte: CUT Brasília

Anúncios