14479724_1096612173740679_908256338539669262_n

A União dos Estudantes Secundaristas do DF tem realizado mobilizações e está presente na ocupação da escola 414 na Samambaia contra a MP do Ensino Médio.

A UESDF publicou uma nota sobre a posição da entidade:

“Em 22 de setembro de 2016, o governo ilegítimo de Michel Temer anunciou mudanças no Ensino, por meio de uma Medida Provisória (MP). A MP acelera o processo de tramitação do projeto no Congresso Nacional. Tendo como objetivo, evitar o diálogo com os movimentos educacionais que têm anos de debate acumulado sobre o tema. A MP de Reforma do Ensino médio, junto com a PEC 241 e o projeto Escola Sem Partido (PL da Mordaça), vem para viabilizar o desmonte da educação pública.

As mudanças no Ensino, propostas pelo ministro ilegítimo da Educação, Mendonça Filho, acarretarão modificações estruturantes, de caráter tecnicista e que não avançam na política pedagógica da escola. Aumentam carga horária sem especificar de que forma isso será feito; tornam facultativas as disciplinas críticas e de formação cidadã como arte, educação física, filosofia, sociologia, história e geografia. Sendo obrigatórias apenas três disciplinas: português, matemática e linguagens; inclui o ensino técnico dentro do médio, desvirtuando essa modalidade de ensino e, além de tudo, precariza a atividade do professor.

Queremos uma escola que contribua para a nossa emancipação enquanto estudantes, que não seja tecnicista. Queremos participar e opinar sobre a nova escola, reforma do ensino “médio”.

Por tanto, a União dos Estudantes Secundaristas do Distrito Federal declara apoio as manifestações sendo elas: ocupações, paralisações e/ou atos dos estudantes contra os retrocessos na educação, como: MP reforma do ensino, o projeto Escola Sem Partido, PEC 241 e os descasos com a Educação do Governo do Distrito Federal.

União dos Estudantes Secundaristas do Distrito Federal

Brasília, 03 de outubro de 2016.”

Anúncios