A direção nacional do PCdoB divulgou na última quarta-feira (12) o projeto de resolução do 14º Congresso nacional do partido. O documento, intitulado “Frente Ampla: novos rumos para o Brasil”, será objeto de debate entre os militantes do partido e aprovado na Plenária Nacional, que ocorrerá entre os dias 17 e 19 de novembro próximo, em Brasília.
Ao apresentar o projeto de resolução na reunião do Comitê Central do PCdoB, realizada nos dias 7, 8 e 9 de julho, a presidenta nacional do partido, Luciana Santos, registrou que “a principal característica da conjuntura brasileira é de profunda instabilidade e imprevisibilidade, o que pode levar o país a ter três presidentes em menos de quatro anos”. Para ela, a crise deverá persistir por alguns meses e o caminho para superar essa situação é “a realização de eleições, o restabelecimento da normalidade das relações institucionais e políticas e a paralisação das reformas antipovo”. O 14º Congresso ocorrerá, portanto, num ambiente de intensa atividade política. 
Eixos do Congresso
Luciana destacou os quatro eixos que nortearão os debates do congresso dos comunistas do Brasil. O primeiro deles trata da conjuntura internacional e abordará os conflitos e tensões no mundo, a ofensiva imperialista e a luta dos povos. O segundo eixo do 14º Congresso do PCdoB trata da conjuntura nacional e faz um balanço dos governos Lula e Dilma, avaliando o desempenho do partido ao participar desses governos. O terceiro eixo, também sobre a conjuntura nacional, abordará o ilegítimo governo de Michel Temer, contrário aos interesses do Brasil e do povo. Neste eixo os comunistas debaterão a orientação tática do partido para enfrentar o governo ilegítimo, derrotar as reformas regressivas e restabelecer a normalidade democrática. Por fim, o quarto eixo a ser debatido diz respeito ao próprio PCdoB e sua atuação. O objetivo é fortalecer o partido e elevar seu papel na resistência ao governo golpista e às reformas antinacionais e antipopulares. 
O PCdoB utilizará os mais variados meios para divulgar e promover o debate sobre as ideias que está apresentando. “Vamos fazer um congresso à altura dos desafios que o Brasil requer, com unidade e combatividade”, afirmou Luciana Santos. Na sua opinião, “são poucos os partidos que conseguem fazer um debate franco e unitário como este. No atual cenário político brasileiro, o partido que possui condições de realizar este processo, debate de opiniões e unidade é o PCdoB”. 

Leia o projeto de resolução Frente Ampla: Novos Rumos para o Brasil

Da Redação do Portal Vermelho

Anúncios