Ex-chefe da Casa Militar no governo Agnelo Queiroz (PT), o coronel Rogério Leão filiou-se nesta terça-feira (12/12) ao PCdoB. A partir do ato, ele pretende construir a base para uma candidatura majoritária no Distrito Federal.

Leão faz um contraponto ao discurso que confunde segurança pública com fascismo: “Vou defender fortemente os interesses da corporação, que precisa ser respeitada e valorizada, mas sempre com muito bom senso. Essa história de dizer que bandido bom é bandido morto é pura demagogia e não funciona. Bandido bom é bandido que cumpre sua pena até o fim”.

A filiação do coronel Leão foi na liderança do PCdoB na Câmara dos Deputados com a presença da presidente nacional do partido, deputada federal Luciana Santos (PE), , além de outros nomes de expressão da legenda.

Antes de atuar no governo Agnelo, Leão trabalhou durante oito anos na Presidência da República. Coordenava o serviço de inteligência do Palácio do Planalto.

Para a ex-senadora Emília Fernandes e também pré-candidata ao GDF, “a vinda do coronel Leão para nosso partido representa uma grande e valorosa conquista. Com certeza sua trajetória, conhecimento e voz como autêntico representante da polícia militar e bombeiros, a partir de uma visão cidadã e humanizada fará muito bem à administração e ao povo do DF”.

De Brasília

Gustavo Alves

 

Anúncios